Spco Logo Banner Spco
Fita Métrica
 
     
  Gastroplastia Vertical Calibrada  
 
Gastroplastia Vertical Anelada (operação de Mason)
O desenvolvimento das suturas mecânicas levou os cirurgiões a pensarem na ideia de compartimentar o estômago sem o separar, assim fazer passar os alimentos primeiro por um segmento alto do estômago dando a sensação precoce de plenitude gástrica e posteriormente passar através de um estoma criado ao segmento inferior onde se faria a digestão.

Como a parede muscular gástrica tem tendência a se dilatar, o estoma também aumentava o seu diâmetro e, rápidamente o objectivo da perda de peso era contrariado. Várias tentativas foram feitas para tentar resolver este problema como reforçar a abertura entre os dois compartimentos como o fez Gomez na década de 80. no entanto, foi com o Dr. Edward E. Mason que nas suas pesquizas para encontrar uma melhor gastroplastia, constatou que a pequena curvatura do estômago possuia uma parede mais grossa e teria menos probabilidade de dilatar. Assim, utilizou um segmento vertical gástrico ao longo da pequena curvatura para realizar a bolsa, sendo muito meticuloso em definir o tamanho da bolsa, tendo concluido que os melhores resultados se obinham com bolsas com capacidades pequenas ( 14 c.c ) na altura da cirurgia. Outra preocupação foi como evitar o alargamento do estoma fixando o diâmetro da boca de esvaziamento, pelo que, colocou uma banda de polipropileno à volta da área inferior e terminal da bolsa vertical.

Esta colocação era realizada após a utilização de uma máquina circular de sutura automática, criando um orificio no estômago, unindo a face anterior há sua face posterior criando uma janela para fazer passar a banda de prolipropileno que, após vários estudos concluiu que o seu diâmetro deveria ter cinco centimetros. A operação completa é então chamada Gastroplastia Vertical Calibrada.

É uma cirurgia que tem como vantagem ser puramente restritiva, produzindo quando correctamente realizada uma boa perda de peso (+/- 60% do excesso peso) . Outra das vantagens desta cirurgia é a possibilidade de ser realizada por via laparoscópica.

Poucas complicações estão associadas com este tipo de cirurgia sendo as mais vulgares:

Fistula da zona de secção gástrica
  • Estenose da boca com vómitos
  • Ulceras, hernias incisionais e erosão da banda.
Uma variante deste tipo de Cirurgia inclui a utilização de um anel de silastic para controlar o tamanho do estufa.

 
     
   
Notícias
 
Eventos
 
6 Congresso Nacional
 
 

Nº DE VISITANTES: 712424

Todos os direitos reservados © 2011 SPCO - Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Obesidade e Doenças Metabólicas
Desenvolvido por Dragonfly - Design e Multimédia